Como ler códigos de barras

A tecnologia de código de barras torna possível obter os dados de um produto em tempo real. Mesmo com os múltiplos modelos de códigos disponíveis hoje, o sistema se afirma como uma das ações mais benéficas para pequenas empresas.

D4D1C9E2-F7F3-4E52-A41C-A3CFC537C7E0_zpshynby6yj

Os códigos de barras UPC podem conter quantidades diferentes de dígitos. Há versões elaboradas especialmente para quando não há espaço suficiente para a inclusão de doze ou treze dígitos, por exemplo. Tudo bem, tudo bem. Até aí você já sabia. Mas queremos descobrir como é possível que essas informações sejam decodificadas. Alguns conceitos devem ser trabalhados antes de chegar a essa resposta.

O mais importante deles talvez seja o da simbologia. Os símbolos presentes em um código de barra seguem as regras de organização vigentes. A simbologia de um código de barras é contínua, ou seja, cada número isolado de um código UPC, por exemplo, não tem nenhum significado, a menos que sejam lidos em conjunto.

Como decifrar um código de barras UPC

Um código UPC é composto de alguns dígitos que identificam a empresa. Em geral são três, com os demais dígitos fazendo referência ao produto em si. Todos esses dados são previamente gravados tanto na origem do produto, isto é, o fabricante, quanto no destino, que costuma ser o conjunto de lojas que fará a leitura desses dados.

O fabricante pode gravar as informações desejadas a qualquer momento do processo. Já as lojas idealmente devem fazê-lo ao receber os produtos, disponibilizando a informação o mais cedo possível nos computadores corporativos. As informações serão relevantes tanto para o controle de estoque quanto para o caixa de pagamento. Embora um código de barras não contenha em si mesmo o preço, a tecnologia permite que se atribua um valor a ele de maneira isolada, como em um arquivo relacionado.

 parts-of-a-barcode_0

Leitores de códigos de barras

Assim como há uma ampla variedade de tipos de códigos de barras, também há diversas tecnologias disponíveis para a leitura dos dados. Selecionamos algumas para que você saiba um pouco mais, enquanto a lógica do processo se torna cada vez mais clara para você.

Leitor de código de barras do tipo caneta: essa variedade se assemelha a pequenas varetas que lembram uma caneta de pequenas dimensões. Esse sistema de leitura consiste em um diodo emissor de luz com um fotodiodo na ponta. O funcionário passa essa ponta sobre um código de barras, e o diodo que emite luz ilumina as barras em preto e branco. O fotodiodo mede o reflexo da luz, sendo capaz de determinar a largura e a cor (branca ou preta) de cada barra. Essa informação permite uma leitura digital do código de barras em si, e as informações são transmitidas para outra unidade para permitir o processamento. O sistema é durável e financeiramente acessível. É desenvolvido para o uso por um único usuário, que pode digitalizar rapidamente pacotes ou outros itens. Por outro lado, a possibilidade de tremores nas mãos e a imprecisão nos movimentos humanos pode requerer alguma prática para aperfeiçoar o processo de digitalização.

Code-ElementsLeitor de código de barras Laser: essa tecnologia é um pouco mais avançada do que a descrita no item anterior. Um scanner de código de barras que emprega laser é capaz de efetuar leituras mais precisas. Desse modo, a leitura equivocada ou inexata torna-se uma ocorrência bem pouco comum. Em um scanner a laser, um feixe de laser é apontado para um espelho dentro da unidade real. O espelho faz um movimento para que o laser digitalize o código de barras em linha reta. A luz reflete de volta para um diodo, que mede o nível de reflexão. A reflexão, por sua vez, é convertida em uma leitura de sinal digital referente ao código de barras. Scanners a laser podem ser posicionados em uma unidade de digitalização. Também podem integrar uma unidade portátil.

Leitor de código de barras CCD: também conhecido como um scanner de LED, o sistema armazena centenas de pequenas luzes de LED, dispostas em uma linha longa. Tais luzes são direcionadas diretamente para um código de barras. Então, um sensor mede não a reflexão, mas a voltagem da luz ambiente bem em frente a cada lâmpada. Essa medição de tensão fornece um captura digital de cada código de barras. Sistemas de CCD (charged coupled device, ou dispositivo carregado acoplado) podem ser muito caros. No entanto, sua precisão é surpreendente, bem como os equipamentos são versáteis.

Leitor de código de barras Câmera 2D: alguns códigos de barras não consistem em barras brancas e pretas. Em vez disso, são espaços na cor branca e preta no alvo bidimensional (2D). Os códigos de barras 2D não podem ser lidos por dispositivos padrão. Contudo, eles oferecem versatilidade em relação a como podem armazenar e fornecer dados, muito mais do que um código de barras comum. Para ler esses códigos de barras, um scanner de imagem de câmera 2D é necessário. A câmera é composta por centenas de pequenas luzes, tal como acontece no sistema CCD, mas elas são organizadas em várias linhas. As luzes piscam para o código de barras, tirando uma foto digital do código, que é enviada para o software como um sinal digital. O software, em seguida, decodifica as informações. Esse sistema é amplamente utilizado no mercado voltado para a tecnologia móvel.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*